joomla 1.6

LOUVOR, É HORA DE AMADURECER!

Imprimir
PDF

Ramon Tessman

1 Co 14.20: "Irmãos, não sejais meninos no entendimento; na malícia, contudo, sede

criancinhas, mas adultos no entendimento"

Neste presente artigo, apresentarei a você um assunto bem pouco comentado dentro de

nossos grupos de louvor: a nossa maturidade como levitas. Acho necessário tocarmos

neste tema, pois é chegada a hora de mudarmos a nossa visão e o nosso comportamento

como músicos e cantores, e começarmos a crescer em espiritualidade, sabedoria e

relacionamento com Deus. Tenho certeza que isto também é necessidade para a Igreja de

Cristo neste mundo. Sim! É tempo de deixarmos de ser apenas músicos e cantores,

e darmos alimento mais sólido aos nossos irmãos que tão famintos estão.

É hora de deixar nascer dentro de nós verdadeiros adoradores, com sinceras intenções de

alimentar-se em Deus, e ser fontes de bênçãos à Igreja de Cristo. Falo isto sabendo do

potencial que temos nas mãos de mudar um lugar qualquer (igreja, bairro, cidade), sendo

que trabalhamos com música, e a música têm um grande poder de inferência sobre a mente

das pessoas, assim como o próprio louvor pode se tornar uma poderosa arma em nossas mãos. Realmente, a nossa maturidade como levitas e ministros de Deus, deve ser olhada cuidadosamente.

Uma das coisas que eu tenho mais certeza é que Deus está preocupado com o nosso crescer.

Não se espante ao saber que o nosso Deus é um Deus de processos. Por exemplo,

Ele consumou a criação em seis dias e descansou no sétimo, mas Ele não precisava

de seis dias, Ele precisava de apenas um segundo. Ele tinha poder para isto mas não o

fez desta maneira. Outro exemplo foi a gravidez de Maria, que durou nove meses.

Você acha que Deus não poderia ter enviado Jesus pronto do céu? Sim, mas ele respeitou

todo o processo humano. Outro exemplo foi a inundação da terra na história da arca de Noé.

Você acha que Deus não poderia ter enchido a terra em apenas alguns segundos? Sim,

mas Ele permitiu que á água caísse do céu durante semanas! O nosso Deus é um

Deus que respeita o processo humano. Da mesma forma, tenho convicção de que Deus

também respeita o nosso processo de crescimento espiritual. Ele tem paciência quando

erramos e sabe que precisamos de tempo para aprender. Com relação a isto, o problema

maior é quando não nos dispomos a aprender e continuamos no mesmo patamar espiritual

durante muito tempo. Ficamos a vida inteira dependentes do pastor, dos líderes, dos

presbíteros, dos pais, sendo tratados como crianças espirituais, como veremos posteriormente.

Bem, para explicar o nosso processo de maturidade espiritual com relação a Deus, não

podemos deixar de relaciona-lo com o afamado processo do crescimento de uma

criança e a natural preocupação de sua mãe para com o mesmo. Como sabemos, o ser

humano passa por várias fases em uma vida normal: o nascimento, a infância, a adolescência,

a juventude, a fase adulta, e a fase idosa. Em cada fase nossos comportamentos se modificam.

Quanto mais novos, tendemos ser mais irracionais e ingênuos. Se você disser a uma criança

de 4 anos que Papai Noel e Super Homem não existem, ela achará graça de você.

Isto ocorre porque cada fase de nossa vida nos trás uma visão diferente das coisas,

um linguajar diferente, sentimentos diferentes, etc. Mas o que eu quero dizer com isto tudo?

Bem, a nossa vida espiritual se assemelha ao processo que vimos anteriormente.

As fases vão desde o nascimento (entrega a Cristo) até a fase idosa (maturidade espiritual).

Claro que este último ponto não tem fim. Quanto mais buscamos a Deus, mais crescemos

espiritualmente! Isto deveria ser o principal item de nossas vidas.

I Co 13.11 Quando eu era menino, pensava como menino; mas, logo que cheguei a

ser homem, acabei com as coisas de menino.

Uma das maiores preocupações de uma mãe é ver que o seu filho não está se

desenvolvendo de uma forma normal. Mas eu não estou falando do físico e sim da mente,

da inteligência, da dependência, etc. É ver que seu filho continua com o mesmo linguajar

infantil, com os pensamentos de criança ou com a mesma dependência de uma criança.

Deve ser um sentimento horrível para uma mãe ver outros adolescentes se tornando mais e

mais maduros, enquanto observa seu filho, de mais ou menos 10 anos, pedindo leite

quentinho e comida na boquinha. É terrível ver que seu filho de 18 anos tem a mentalidade

de uma criança de 8. Alguns irmãos podem estar se perguntando: Mas o que é que isto tem

a ver com uma equipe de louvor? Ou comigo, que sou levita? Ou com um músico cristão?

Bem, a mesma relação que ocorre entre uma mãe e um filho, ocorre com Deus e conosco.

Levita, saiba que Deus está bastante preocupado com o seu crescimento espiritual!

Não é difícil encontrar músicos e cantores, com longos anos de estrada, tendo a mesma

visão e o mesmo comportamento de uma criança espiritual. São levitas que não se dispõem

a crescer espiritualmente, causando vários e vários problemas à comunidade onde congregam,

ou no grupo de louvor que participam.

Chega de vivermos na dependência do Pastor, do ministro de música ou de qualquer outra

pessoa, e começarmos a ter mais tempo de adoração pessoal e relacionamento com Deus.

É justamente isto que muitos músicos e cantores precisam fazer! É justamente isto que

muitas equipes de louvor precisam entender!

Chega de nos fecharmos em nosso canto, não aceitando exortações, aconselhamentos,

ensinamentos bíblicos, etc. Falo isto porque às vezes chegamos num patamar onde

pensamos que já sabemos tudo, e não nos abrimos para o mover que Deus quer fazer em

nossas vidas, ou nos encontramos demasiadamente soberbos para não aceitar aquilo

que nossos irmãos tem para nos ensinar. Levita, se você quer começar a amadurecer

spiritualmente, você terá que estudar! Corra atrás de seminários, congressos, escolas

de louvor, livros, etc.

Não feche as portas do teu ministério achando que tudo já está perfeito, isto só

demonstrará falta de maturidade espiritual. Devemos estar dispostos a crescer, crescer,

crescer, ... não importa onde, não importa como, está na hora de mudarmos o local onde

vivemos com o nosso crescimento espiritual! Está na hora de não aceitarmos mais o Carnaval,

as festas mundanas, as festas pagãs, que têm levado os jovens ao abismo. Está na hora de

resgatarmos a nossa identidade! Levita, está na hora de você começar a ganhar almas para

Cristo! Está na hora de adorar em espírito e em verdade, de levar o evangelho ao perdido, ...

de crescer espiritualmente!

Muitas vezes quando subo no púlpito para dirigir o período de louvor congregacional,

percebo quão sedentas e famintas as pessoas estão. Percebo que elas estão famintas por

alimento sólido, por palavras profundas, por mensagens que transformem sua vida e seus

pensamentos. Mas infelizmente o que muitas igrejas encontram em seus líderes e levitas,

é a falta de maturidade. Muitas e muitas pessoas sobem no palco para ministrar tendo

ainda visão de criança espiritual, comportamento de criança espiritual, etc.

Muitas e muitas pessoas sobem para ministrar como se fossem uma fonte seca, sem nada

para falar ou quando falam acabam se frustrando e frustrando a igreja. Muitos de

nossos músicos, cantores e dirigentes precisam saber da importância de subir

num púlpito para ministrar.E falo isto às crianças espirituais!

Quant vezes em nossos ensaios de música, nos pegamos em discussões

sem fim, em pequenas contendas e brigas, em fofocas,

em mentiras, em invejas, em soberbas, em ciúmes, em patotinhas, etc.

Quantas vezes somos convocados por Deus para ser louvadores e adoradores, enquanto

estamos sendo apenas músicos e cantores esquecendo do verdadeiro propósito do

nosso chamado. Quantas vezes já achamos que éramos melhor que outros em visão,

palavra, ministração, musicalidade, doutrina, espiritualidade e até mesmo em maturidade.

Quantas vezes cantamos louvores para recebermos reconhecimentos, elogios, aplausos,

contratos, fama, popularidade, etc. Esta é a triste realidade... às vezes somos bebês espirituais!

Mas querido irmão, saiba que Deus está preocupado com a tua maturidade espiritual.

Ele está preocupado com o teu crescimento como levita. Está na hora de mudarmos

este quadro! Está na hora de nos encher de Palavra, de poder, e unção, para sermos

bênção no lugar onde formos e onde moramos.

O louvor é um arma que está em nossas mãos, e armas não podem ficar nas mãos

de crianças! O negócio é sério! Com este artigo, te desafio a começar a buscar a

Deus mais intensamente, pedindo a Ele maturidade, sabedoria, entendimento, etc.

É tempo de despertar, de crescer, ... e nos tornar servos confiáveis nas mãos do nosso

Deus e não apenas sermos bebês eternos, esperando que a obra seja feita por

nós e esperando o alimento já mastigado...

VOLTAR

Mostrar Cesto
O seu Cesto encontra-se vazio no momento.

Newsletters :

Cadastre-se e receba Novidades :

Pesquisa

Qual seu livro Favorito?
 
Banner